Silen Auto Serviços 🚘

Só a SILEN oferece condições incríveis para você ✅
.
10X SEM JUROS em TODOS os serviços e produtos* 😱
.
*Nos cartões, parcela mínima de R$: 100,00
.
Endereço: Av. Sete de Setembro, 275 – Icaraí – Niterói – RJ 🛣
Telefone: (21) 2711-3212 ☎
Horário de Atendimento: 8:00h às 18:00h 🕟

Confira!!!

Só a SILEN oferece condições incríveis ✅

10X SEM JUROS em TODOS os serviços e produtos* 😱
*Nos cartões, parcela mínima de R$: 100,00.

Revisão Completa ✅ Limpeza de Radiador ✅ Balanceamento ✅ Ar Condicionado ✅.
✅Pneus ✅Escapamentos e MUITO MAIS 👏
Zap: (21) 96435-1627 | Tel: 2711-3212☎

Bom Feriado!!!!

silen

novo_fiesta_weekend_2017_automoveis

Fiat Weekend 2017 é lançada com novos itens de série e preço inicial de R$ 56,6 mil

O segmento de peruas no mercado brasileiro, assim como no resto do mundo, vai perdendo cada vez mais espaço para os crossovers. No entanto, algumas montadoras seguem apostando na categoria, sobretudo nos modelos compactos. A Fiat é uma delas. A montadora italiana anunciou nesta semana a chegada da linha 2017 da velha Weekend (conhecida até 2014 como “Palio Weekend”), com novos equipamentos e a ausência da versão de acabamento Trekking 1.6.

Fiat Weekend 2017 – Visual

Na parte estética, o “novo” modelo segue idêntico a linha anterior. O modelo mantém a mesma cara da antiga geração da família Palio, com direito a faróis espichados, para-choques com desenho mais limpo, laterais com formas mais limpas e traseira com lanternas que invadem a tampa do porta-malas.

A versão Adventure, a mais cara da linha, se diferencia por adereços que tentam passar a impressão de se tratar de um carro aventureiro. Entre os diferenciais, há para-choques mais robustos, grade dianteira cromada, rodas de liga-leve com desenho exclusivo, molduras nas caixas de roda, novos retrovisores com repetidores de seta, detalhes na parte inferior das portas, rack de teto exclusivo e suspensão elevada.

O interior também é o mesmo, com plástico por todos os lados, com exceção das portas, que tem uma grande área revestida em tecido.

O modelo mede 4.251 mm de comprimento, 1.515 mm de altura e 1.639 mm de largura, com distância entre-eixos de 2.437 mm e porta-malas capaz de levar até 460 litros. No caso da Fiat Weekend Adventure, são 4.310 mm, 1.643 mm e 1.721 mm, respectivamente, com a mesma medida de entre-eixos e porta-malas com a mesma capacidade.

Fiat Weekend 2017 – Equipamentos de série

A linha 2017 da Fiat Weekend traz novidades na lista de equipamentos. A versão de entrada Attractive 1.4 passa a contar com barras longitudinais no teto, rádio Connect e banco do motorista com regulagem de altura. Nos demais itens de série, há aerofólio traseiro na cor da carroceria, alertas de limite de velocidade e manutenção programada, alças de segurança traseiras, apoios de cabeça para todos os ocupantes, banco traseiro rebatível, bolsas porta-objetos nas portas dianteiras, brake light, rodas de aço com calotas, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), entre outros.

A lista inclui ainda console central com porta-objetos e três porta-copos, desembaçador do vidro traseiro, direção hidráulica, para-sol do motorista e do passageiro com espelho, faróis de neblina, sistema follow me home, frisos cromados nas laterais, friso na tampa do porta-malas, grade frontal com acabamento cromado, airbags frontais, freios ABS com EBD, maçanetas e retrovisores externos na cor do veículo, retrovisores externos com comando interno mecânico, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento, volante com regulagem de altura, entre outros.

Já o topo de linha Fiat Weekend Adventure 1.8 passa a contar com faróis com moldura e máscara negra, moldura dos para-choques dianteiro e traseiro escurecidos, protetor de soleira escurecida, rodas de liga leve de 16 polegadas escurecidas, volante com revestimento em couro e comandos do sistema de som e banco traseiro bipartido.

A lista agrega ainda (em relação a Fiat Weekend Attractive 1.4), apoia-braço central no banco do motorista, banco do motorista com ajuste de altura, ar-condicionado, barras longitudinais no teto com brake light integrado, bússola e inclinômetros longitudinal e transversal, chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas, computador de bordo B (distância B, consumo médio B, velocidade média B e tempo de percurso B), faróis de profundidade, grade frontal cromada exclusiva Adventure, indicador de portas e porta-malas abertos, indicador de temperatura externa, indicador gradual do nível de combustível, protetor de cárter, painel de instrumentos exclusivo Adventure, entre outros.

Há também retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas e ajuste elétrico, rodas de liga-leve de 16 polegadas com pneus de uso misto 205/60 R16, rádio Connect CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS, viva-voz Bluetooth e entrada USB, sensor de estacionamento traseiro, vidros elétricos traseiros, entre outros.

Fiat Weekend 2017 – Equipamentos opcionais

Entre os itens opcionais, a Fiat Weekend Attractive 1.4 oferece o Kit Creative 1 (rodas de liga-leve de 14 polegadas com pneus 185/65 R14, banco do motorista com regulagem de altura e banco traseiro bipartido), Kit Creative 2 (ar-condicionado e barras longitudinais no teto), Kit Creative 3 (vidros elétricos traseiros com one touch e antiesmagamento, retrovisores externos elétricos e rádio Connect com Bluetooth e USB), Kit Creative 4 (vidros elétricos traseiros, rádio Connect CD com Bluetooth e USB, sensor de estacionamento traseiro e volante em couro com comandos do rádio) e predisposição para rádio (2 alto-falantes dianteiros, 2 alto-falantes traseiros e antena).

Já a Fiat Weekend Adventure 1.8 dispõe do Kit Extreme (centra multimídia com tela sensível ao toque de 6,2 polegadas, navegador GPS, TV digital, DVD player, Bluetooth, USB, MP3, rádio AM/FM e câmera de ré, rodas de liga-leve aro 16, grade dianteira escurecida, sobre tapetes exclusivos, badge Extreme, detalhes externos na cor Grigio Netuno, porta-objetos no encosto dos bancos dianteiros, rede porta-objetos no porta-malas e volante em couro com comandos do rádio), bloqueio do diferencial Locker, Kit Creative 1 (banco traseiro bipartido e volante em couro com comandos do rádio), entre outros.

Há também o Kit Confort (sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, subwoofer, bancos revestidos parcialmente em couro bicolor) e o Kit Urban (pneus de uso urbano 205/60 R16, estepe em roda de liga-leve aro 16 e rede porta-objetos no porta-malas).

Fiat Weekend 2017 – Motorização

Com o fim da versão Trekking 1.6, a linha do Fiat Weekend agora dispõe de apenas duas opções de motorização.

A variante de entrada Attractive usa um propulsor 1.4 litro Fire flex de quatro cilindros, que rende 85 cavalos de potência com gasolina e 86 cv com etanol, a 5.750 rpm, e torque de 12,4 kgfm e 12,5 kgfm, respectivamente, a 3.500 rpm, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades. Segundo dados da marca, a perua vai de 0 a 100 km/h em 13,5 segundos (gasolina) e 13,4 s (etanol), e atinge velocidade máxima de 166 km/h e 167 km/h, respectivamente.

Já o modelo Fiat Weekend Adventure dispõe do propulsor 1.8 litro E.torQ flex de quatro cilindros, capaz de gerar 130 cv com gasolina e 132 cv com etanol, a 5.250 rpm, e torque de 18,4 kgfm e 18,9 kgfm, respectivamente, a 4.500 rpm, com câmbio manual de cinco velocidades ou automatizado Dualogic Plus, também de cinco marchas. Com este conjunto, o modelo alcança os 100 km/h em 10,5 s e 10,9 s e tem máxima de 182 km/h e 184 km/h.

FONTE: http://www.noticiasautomotivas.com.br/

volvo_carro_slippery_road_detection_automoveis

Volvo vai implantar comunicação entre carros ainda este ano

A Volvo pretende implantar a tão esperada comunicação carro-carro ainda este ano. O sistema permite a troca de informações entre veículos, tais como alertas de trânsito, acidentes ou condições da estrada, por exemplo.

Todas as informações serão trocadas e armazenadas em nuvem e compartilhadas entre os veículos da Volvo, sendo o primeiro a portar esse sistema a perua aventureira V90 Cross Country 2017.

No entanto, de acordo com a Volvo, toda a linha 90 – S90, V90 e XC90 – terá essa tecnologia à disposição antes do final do ano, de acordo com Peter Mertens, vice-presidente da marca escandinava.

Desenvolvida em parceria com a Ericsson, a comunicação carro-carro da Volvo permitirá o envio de informações relativas às condições do piso de forma autônoma, sem a interferência do condutor. Dispositivos ligados aos sensores do automóvel enviarão os dados direto para a nuvem, alertando outros motoristas com a tecnologia.

Quando as luzes de alerta de frenagem brusca são ativadas, um sinal é enviado aos veículos mais próximos, indicando que há problemas adiante. Para que funcione, o sistema precisa de uma conexão de internet a bordo, que pode ser utilizada do próprio veículo ou smartphone.

Mertens diz que a conexão baseada em nuvem elimina a necessidade de uma conexão direta entre os veículos, o que seria muito mais caro e difícil de executar. A tecnologia, no entanto, é semelhante à utilizada pelo Mercedes-Benz Classe E 2017, lançado no começo do ano.

A Volvo diz que os protocolos são diferentes, mas reconhece a semelhança. Mas, ambas não foram as primeiras com esse tipo de tecnologia, pois a Toyota lançou um sistema mais completo em 2015, quando o Crown passou a oferecer tanto a comunicação carro-carro quanto carro-infraestrutura, a chamada ITS (Intelligent Transportation System), que permite interagir com o sistema de tráfego das cidades, utilizando a frequência de 760 mhz.

Para outros países, a Volvo deverá utilizar um novo sistema, que não foi revelado por Mertens. Atualmente a tecnologia da Mercedes-Benz é utilizada em 20 países da Europa, além de EUA e China. O da Toyota só está disponível no Japão.

Outras marcas

Audi, Cadillac e Jaguar Land Rover também trabalham na comunicação carro-carro e carro-infraestrutura, sendo que a marca alemã já começou os testes nas cidades americanas de Las Vegas, Nevada, e Seattle, Washington. O dispositivo tem um contador regressivo para sinais verdes e vermelhos.

Já a Cadillac pretende colocar este tipo de tecnologia em alguns modelos da linha 2017. No caso da inglesa Jaguar Land Rover, os testes começaram no Reino Unido e também em Ann Arbor, Michigan.

As duas tecnologias permitirão também que os carros autônomos tenham mais informação remota além daquelas mais próximas, que está obtendo durante a condução.

Com a antecipação de alertas de tráfego, acidente ou condições de pista, um veículo com essas duas tecnologias, associado com condução autônoma ou mesmo controle de cruzeiro adaptativo, poderá antecipar-se e ajustar a velocidade às condições apresentadas adiante, contribuindo para mais segurança, melhor fluidez do tráfego e economia de combustível.

FONTE: http://www.noticiasautomotivas.com.br/

pneus_calibragem_automoveis

6 Riscos que você corre ao calibrar pneus de seu carro incorretamente

Deixar de calibrar os pneus de seu carro na periodicidade correta pode reduzir a vida útil do produto em 45% e aumentar o consumo de combustível do veículo em 4%, de acordo com dados da fabricante Continental. No caso do Chevrolet Onix, o carro mais vendido do país em 2015, isso pode significar tirar do bolso até R$ 10 a mais por mês. Para o cálculo, levamos em consideração o consumo médio do modelo com câmbio automático e motor 1.4 abastecido com etanol.
Mas os riscos vão além do bolso. Não calibrar os pneus é perigoso para a segurança do seu veículo. Segundo Rafael Astolfi, gerente de assitência técnica da Continental, o ideal é enchê-los toda semana, conforme a pressão indicada pela montadora, quando os pneus ainda estão frios, ou seja, no posto mais próximo da sua casa. Entenda abaixo a que perigos vocês está submetido quando enche seus pneus demais ou de menos.

Problemas causados pela falta de pressão

1 – Seu carro fica mais suscetível à aquaplanagem

Segundo Astolfi, os pneus estão diretamente ligados à dinâmica do carro e qualquer variação na pressão, seja ela aumentada ou diminuída, pode alterar o comportamento do veículo. Quando o pneu fica mais murcho, ou seja, quando deixa de ser calibrado, sua área de contato com o solo aumenta e ele empurra a água para frente ao entrar em um piso molhado. Com isso, o acúmulo de água a sua frente fica maior. Esse é o o gatilho para a aquaplanagem.

2 – Seu pneu pode sofrer danos por impacto

“Com pressão baixa os pneus ficam mais sensíveis a danos na lateral por impacto, como queda em buraco, choque contra o meio fio, entre outros, o que faz aquela bolha na lateral do pneu”, afirma o especialista. Essa bolha pode estourar e aí, bem, dê adeus a seu pneu.

3 – Seu pneu pode sair da roda

Sim, a má calibragem pode te levar a esse ponto. Chamada de detalonamento, essa situação é uma exceção, afirma Astolfi, e exige uma série de fatores para acontecer. Além da pressão baixa dos pneus, o veículo deve estar muito pesado e numa curva bastante fechada, por exemplo.

4 – Seu SUV pode capotar

Os SUVs têm o centro de gravidade mais alto do que veículos baixos, tais como sedãs e hatches, por exemplo. Essa construção com mais peso concentrado na parte superior do veículo torna esse tipo de carro mais propenso a capotamentos, o que pode piorar muito mais se a calibragem não estiver em dia.

Em geral, os SUVs tem pneus maiores, com paredes grandes na lateral, como afirma o gerente de assistência técnica da Continental. Com o pneu murcho, as laterais baixam, a área de contato do pneu com o solo aumenta e isso pode fazer com que ele “segure” demais no chão. “Nesse caso, o veículo não joga a traseira durante a curva, acaba derivando demais e pode chegar a um capotamento, mesmo com o controle de estabilidade”, afirma Astolfi.

Como esse tipo de situação varia de acordo com a construção lateral dos pneus, em alguns carros o efeito pode ser o contrário. “Alguns pneus podem dobrar na lateral, levantando e diminuindo a área de contato com o asfalto”, explica o especialista.

Problemas causados pelo excesso de pressão

5 – Sua picape pode perder estabilidade no eixo traseiro

É importante lembrar que todo tipo de carroceria sofre quando há falhas na calibragem, mas a picape fica especialmente instável quando os pneus têm pressão acima do normal. Ao carregar a picape, é preciso aumentar a pressão dos pneus. Mas ao esvaziá-la, a pressão deve ser reduzida ao normal exigido pela montadora. “Como o pneu fica rígido, ele tende a quicar mais, trazendo instabilidade ao eixo traseiro por causa desse excesso”, explica o especialista. Como boa parte das picapes médias conta com traçãço traseira ou temporária, o destracionamento pode causar perda de controle facilmente.

6 – A performance de frenagem de seu veículo pode piorar

Segundo Astolfi, o ombro, ou seja, a lateral do pneu, é responsável por carregar a maior parte da carga do veículo. Quando há excesso de pressão na calibragem, essa lateral levanta demais e a área de contato do pneu com o solo diminui. Sem poder contar com os ombros para o segurar, o carro pode aumentar seu espaço de frenagem. De acordo com o especialista, não é possível quantificar isso, já que envolve variáveis como peso do carro, dimensão do pneu, sistema de frenagem, entre outros.

FONTE: http://www.tipoveiculos.com.br/

novo_ford_edge_2016_automoveis

Saiba tudo sobre o novo Ford Edge 2016

A Ford apresentou o Novo Edge, que chega ao mercado em agosto como uma das melhores opções de preço e conteúdo no segmento de crossovers de luxo. Sucesso na América do Norte, Europa e Ásia, o veículo global combina as vantagens de um utilitário esportivo com a elegância de um automóvel premium.

Totalmente novo no design externo e interno e na plataforma, o Novo Edge traz uma série de tecnologias semiautonômas, equipamentos de última geração que garantem melhor dirigibilidade, mais segurança e conforto. O vídeo neste link mostra os novos recursos.

Apresentado à imprensa na charmosa cidade de Campos do Jordão, conhecida como a “Suíça Brasileira”, o Novo Edge destaca-se pelo potente motor 3.5 V6, transmissão automática de seis velocidades e tração nas quatro rodas. Tem um interior novo e sofisticado em três tonalidades, com design inovador no painel e bancos de couro, além de luzes cuja cor pode ser selecionada. Opcionalmente, pode vir com teto solar panorâmico e DVD na traseira.

Para proteção dos ocupantes em caso de colisão há oito airbags e cintos de segurança traseiros infláveis. A conectividade é obtida pelo sistema multimídia SYNC com comandos de voz e as informações do painel de instrumentos podem ser configuradas em duas telas.

O nível de conforto chega a itens como a abertura inteligente do porta-malas e bancos dianteiros com aquecimento e refrigeração. O seu preço é R$ 229.900, com apenas dois opcionais, teto solar panorâmico e DVD nos encostos traseiros, disponíveis por R$5.000 cada.

“O Edge é um produto sensacional. Sua imagem e conteúdo estão entre os melhores do mundo. No Brasil, tem muitos fãs que agora vão se surpreender ainda mais pela sua modernidade. O novo modelo traz tecnologia e sofisticação para competir com concorrentes de diversos segmentos e preço muito competitivo”, diz Guy Rodriguez, diretor de Marketing, Vendas e Serviços da Ford.

Mais espaço e conforto

A nova plataforma deixou o crossover maior que a versão anterior e mais confortável. O design externo tem uma nova frente imponente, laterais esculpidas com rodas diamantadas de 20 polegadas e traseira com lanternas de LED.

A lista de equipamentos inclui sistema de estacionamento automático de última geração, piloto automático adaptativo, alerta de colisão e câmera dianteira com visão 180º, ideal nos cruzamentos, saídas de estacionamento e para detectar a aproximação de pedestres. Tem ainda direção elétrica com assistência dinâmica que oferece um novo padrão de dirigibilidade.

Versão Titanium

Disponível exclusivamente na versão topo de linha Titanium, o novo Edge 2016 vem com motor 3.5 V6 TiVCT de 284 cv, transmissão automática de seis velocidades com Paddle Shift e tração integral inteligente. Os controles eletrônicos de estabilidade, tração, anticapotamento e em curvas contribuem para o seu desempenho forte e eficiente em todo tipo de pista.

A linha conta com oito cores modernas: vermelho Vulcano, vermelho Vermont, azul Waterloo, azul Creta, preto Astúrias, cinza Moscou, prata Dublin e branco Sibéria. O interior tem as tonalidades: preto Ebony clássico; Soft Ceramic com tons claros e escuros; e Dark Ceramic, tendência global que traz a cor ocre nos bancos e portas.

A lista ampla de equipamentos inclui ainda freio de mão elétrico, ajuste elétrico da direção com memória em três posições, ar-condicionado automático e digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro e saída para os bancos traseiros, acendimento automático dos faróis, farol alto automático, chave com sensor de presença para acesso inteligente e partida sem chave, bancos dianteiros com ajuste elétrico, sensor de chuva e alarme antifurto perimétrico.

Presença mundial, liderança no Brasil

Lançado pela primeira vez no Brasil em 2008, o Edge tem uma sólida participação no mercado brasileiro. A versão totalmente nova que chega ao País é a mesma presente nos Estados Unidos, Europa e China, entre outros 100 mercados mundiais. No exigente mercado norte-americano, o novo Edge obteve a classificação máxima de cinco estrelas e também recebeu o selo “Top Safety Pick”, de melhor escolha em segurança, do rigoroso IIHS (Insurance Institute for Highway Safety).

Manutenção econômica e garantia estendida

No Brasil o Novo Edge tem também a manutenção mais econômica da categoria, tanto no custo das revisões e seguro como das peças. Suas três revisões, a cada 12 meses ou 10.000 km, somam o total de R$864.

A Ford ainda oferece dois novos planos, o Ford Protect Advanced e o Ford Protect Premium, que acrescentam mais uma ou duas revisões e ampliam a garantia para quatro ou cinco anos, respectivamente. Uma oferta especial dos Seguros Ford, com apólice de valor reduzido e cobertura completa, contribui para tornar ainda mais atraente este lançamento.

FONTE: http://www.falandodecarro.com/